google.com, pub-3288766866021009, DIRECT, f08c47fec0942fa0 Por Trilhas: Fevereiro 2013

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

GP RAVELLI 4 Elementos - 1º Etapa - FOGO

DATA: 03-fev-2013
HORÁRIO: Inicio da prova: Categoria Sport: 9:30am
DESTINO: GP RAVELLI 4 Elementos - 1º Etapa - FOGO
NÍVEL - 4


Fotos por:
Aline Moraes, Moacir Maciel, Edivaldo Souza, Marcos Santos e BikeAmparo

E ae pessoal!

Resolvi fazer esse post para tentar passar a nossa experiencia do que foi a primeira etapa do GPRavelli 2013. Não quero contar vantagem nem fica me expondo, mas tentar compartilhar com vocês o que foi essa corrida para mim!!!
 
Minha parceira Carine e eu treinamos em percursos de terra, subidas, descidas e tudo mais... Só que ela treinou na cidade dela, em Buri e eu aqui em Sorocaba/Votorantim! Semanas sim, semanas não conversávamos pelo Facebook só para bater papo mesmo, para saber se o outro não havia desistido da corrida!! rs
Então, a data foi se aproximando, as semanas foram ficando próximas e enfim, chegou o dia...
Tínhamos combinado nos encontrar em um posto de gasolina em Itu, mas por um percurso que o GPS dela escolheu, ela caiu em outra estrada... e como tinham muitos carros passando com bikes nos bagageiros, ela os seguiu! E PASSOU O PONTO DE ENCONTRO! Trocamos vários telefonemas, mas ela chegou primeiro no local da prova.... Não achei isso um bom sinal... mas tudo bem! Eu queria pedalar!
O local da prova não era longe do posto de gasolina que eu estava, então nos encontramos rapidamente lá na prova.... 


Depois de 43 minutos para a Benina se preparar (cremes, protetor solar, batom, esmalte, etc.) fomos praticamente direto para o local da largada. Ficamos com a turma do fundão!! 

Estávamos perto daquela árvore lá no fundão!!

Ai começa uma sensação diferente... Parecem os instantes antes de uma entrevista de emprego, ou quando a montanha russa vai começar a cair! Estávamos ansiosos para que a prova começasse, mas ao mesmo tempo com um pouco de medo porque sabíamos que essas provas são tradicionalmente difíceis.
Muitos pilotos estavam alinhados ali, aguardando o momento da largada, mas na nossa categoria Dupla Mista Sport, eram 30 divididos em duplas, e como estávamos no fundo da multidão, não conseguimos ver onde estavam nossos reais adversários....

Então, as 9:30 a prova começou!


Na linha de largada, havia aproximadamente 850 pilotos de todas as categorias da modalidade Sport para passar por um gargalo e ganhar a pista. Neste primeiro trecho eu e a Carine conseguimos nos misturar no meio da galera tendo que fazer vários ziguezagues na descida e na reta e com isso, conseguimos passar muita gente até encontrar a primeira subida! 

Ali!! No canto direito! no fundo!

Essa subida foi o primeiro divisor de águas! Em 1 km subimos 100metros de altitude... Acreditem, é MUITO inclinado!! E não parava por ai. Uma reta de aproximadamente 300metros e outra subidona. No total deste trecho inicial da prova, foram 6 km de subida!
Foi a parte mais cansativa da nossa prova. Sempre que olhávamos para frente, parecia que era o fim da subida e quando chegava naquele topo, tinha outra subida! Muito difícil, somando a terra molhada e erosões o tempo todo... Imagine ultrapassar alguém, pedalando na subida, em um chão de terra molhada cheio de buracos!? Só tem um jeito. Treinando. Treinando muito para se destacar naquela multidão. A Carine treinou e se dedicou muito mais do que eu (alimentação, academia e treino de bike) e isso foi o diferencial! =D




Depois desta looonga subida, veio um trecho muito bonito! Estávamos bem alto. Dava pra ver bem os vales da região e o horizonte ituano, mas não dava tempo de ficar contemplando a paisagem, estava começando a tão esperada descida!!!
Nessa hora, aproveitamos que muitos que subiram pedalando estavam "descansando" na descida, tomando uma brisa e pedalamos mais que as pernas! Foi uma descida longa, rápida e esburacada! 


Acreditamos (eu pelo menos) no equipamento e enfrentamos aquela loucura! Logo tinha outra subida que aproveitamos o embalo e.... OUTRA DESCIDA!! 
Era o começo do Km 11. Longa descida com pouca inclinação e muito, muito buraco. Não eram buracos tipo canaletas, eram buracos de diâmetro pequenos e rasos espalhados pela estrada inteira... não tinha um lugar sem uma centena deles! Eram tantos buracos que a bike não ganhava velocidade nem na descida! Essa hora só nos restava rezar para nossa senhora da Bicicrétinha pedindo força para a suspensão e para o cambio traseiro! Nessa hora, chegamos a um grupo de ritmo forte. Passávamos por eles, logo à frente eles nos passavam e ficamos trocando posição com essa turma ai por muito tempo.
Esta parte consumiu muito da nossa energia e quando chegamos aos 20 km estamos esgotados. 

Piloto da categoria pró

Tinham postos de entrega de água pelo caminho. Em alguns desses, eu parei para beber a água que eles distribuíam (porque a minha já tinha acabado!) e respirar um pouco. A Carine parou apenas em um ou dois desses postos se eu não me engano... mesmo moída, ela não parou...só pegou o copinho e continuou na estrada. 
Depois de muito tempo concentrado na corrida, poucos oponentes por perto (nem sabíamos se quem estava do nosso lado estava competindo na nossa categoria ou não!) com ritmo constante minha parceira deu a informação do velocímetro: faltavam uns 10km!! Nesse momento, uma energia interior surgiu em nós! 


Sei lá como, essa informação de APENAS MAIS 10 km nos deu um gás e voltamos a correr muito! Nessa hora aconteceu de tudo na nossa frente! Tombos na subida de tanta exaustão, tombos por inexperiência, bikes com problemas nos câmbios, gente empurrando... TUDO NO MEIO DO CAMINHO E NA NOSSA FRENTE!!! Não adiantava gritar para liberar a esquerda ou à direita, o pessoal não saia da frente. Mas passamos por esse pessoal e seguimos pelo trecho final.



No final desse trecho, tinha uma descida e na sequencia, uma curva a direita. O chão de terra na curva brilhava de longe de tanta lama... Não era barro, era lama! ou terra liquida... ou água marrom... Sei lá! A sujeira não era problema porque já estávamos bem porquinhos, o problema era escorregar naquela terra lisa!!


Eu fui na frente para tentar achar um caminho no meio daquele caos e para a Carine me seguir. O pessoal que estava na curva falou para ela: "É melhor você descer da bike! Todas as mulheres que passaram desceram!" AAAaaa... Porque que foram falar isso!!! A Mulé aceitou o desafio e decidiu por não descer da bike! E passou sem cair! ainda bem! Porque era uma poça de lama tão grande que se alguém caísse lá dentro, era fim de prova na certa!! hahahaha





Passamos o primeiro lamaçal, passamos o segundo e no terceiro pegamos transito. Putz... quase no final encontramos um monte de gente cortando o meio do monte de terra molenga por caminhos escolhidos meio que por acaso, por onde a bike queria ir... E nesse momento, um desastrado pedalou errado e enroscou na lama, caiu e continuou clipado. Deve ter ficado parecendo um monstro do pântano, mas o pior é que ele tirou o ritmo da minha parceira. Putz... imagina ter que REcomeçar a pedalar com a bike presa na lama, com um cara caído na sua frente e o clipe da sapatilha cheio de terra... A Carine deu um berro e eu voltei pra tentar ajudar, mas ela conseguiu voltar a pedalar e seguimos pelos últimos metros para a linha de chegada.





Essa parte foi legal, porque tinham muitas pessoas esperando pelos competidores e esse pessoal que nem sabia quem nós éramos, gritavam palavras de força, incentivando a nossa coragem e dizendo parabéns! Isso foi bem legal porque estávamos quase esgotados, sem folego, morrendo de sede e fervendo, e essas palavras deram um último "up" para cruzarmos a linha de chegada!

Ai a Carine ficou louca! Disse que era desumano esse pedal, xingou, disse q nunca mais ia participar disso e tal.... 20 minutos depois, estávamos mais calmos, já com os sentidos recobrados e a classificação foi informada: 5ºLugar! IAMOS SUBIR NO PÓDIO! 

Limpos!!

Esse momento não tem como descrever!! Foi uma felicidade imensurável! Não esperávamos por pódio, mas depois dessa notícia a fúria dela passou e saiu de lá pensando nos novos treinos para a próxima etapa!!

Gostei dessa prova. Não foi nada fácil, mas nosso esforço em conjunto rendeu uma ótima surpresa no final!


5º lugar sofrido!! ehehhe

Quem sabe não rola a próxima etapa, não!?





Abraço! E até o próximo pedal ou o próximo post!!

Kocão