google.com, pub-3288766866021009, DIRECT, f08c47fec0942fa0 Por Trilhas: PESCARIA NO ARIRI - CANANEIA

domingo, 2 de janeiro de 2022

PESCARIA NO ARIRI - CANANEIA

 PESCARIA NO ARIRI - CANANEIA




     Olá pessoal aqui vou relatar nossa pescaria no Ariri.... 2 meses planejando a pescaria, 2 semanas antes, chuva no litoral, mas chuva forte mesmo, mas já tínhamos reservado barco e pousada, ficamos torcendo para que o tempo ajudasse, por fim, saímos de Sorocaba as 10h
da manha de uma sexta feira, e fomo pela serra de Tapiraí, sentido juquiá, para depois acessar a BR116, sentido PR, a estrada da serra saindo da cidade de Tapiraí até Juquiá, é de dar vergonha, temos que desviar do asfalto, pq se for desviar dos buracos... A rodovia esta totalmente abandonada, crateras gigantes..







    Infelizmente essas são as condições atuais da estrada, buracos e acidentes... muito revoltante... mas vamos continuar




    Partimos para a BR116, e depois de 4 horas na rodovia de asfalto, chegamos no acesso a estrada vicinal que da acesso a cidade...



... uma estrada de terra, até que boa, mesmo depois de uma temporal, foi fácil voltar por ela, ao longo do caminho tem 34 pontes, isso mesmo... 34 pontes, que passam sobre riachos de aguas cristalinas, e geladas... parece até mentira uma agua daquela qualidade para nós que temos apenas córregos regados a esgotos nas cidades...














    Esse caminho leva cerca de 1:00h ~ 1:40h, caso você vá com caminhonete o tempo diminui bem pois estávamos com carro baixo, então acabamos indo com "certo cuidado", mas a paisagem compensa o tempo, chegamos próximo das 16h horas na Vila do Ariri, ficamos na Pousada Do Coqueiro , ou Pousada da Olésia, depois de tudo guardado nos quartos, que por sinal é bem limpo, chuveiro top, água quente... saímos para dar uma volta na cidade, sendo que dos 5, só um já conhecia o local, paramos em um restaurante, e pedimos uma porção de robalo e outra de pescada, que por sinal.. top! peixe fresco é outra coisa né...




    Voltamos para a pousada, para esperar a janta, o cardápio da noite era churrasco, mas vc tem a opção do jantar na pousada, que esta incluso no valor da diária, pedimos para fazer um arroz e uma salada para acompanhar o churras...



    Pessoal foi dormir cedo, 11hrs tava tudo capotado.. Ronaldo e eu (Rodrigo), decidimos ir até a praça da cidade pescar um pouco, o rio passa ao lado da praça, e fomos lá ver se pegava alguma coisa, e realmente pegamos, bagre, uns peixes que parece uns pacuzinho... eu não entendo nada de peixe do mar, então vai ser difícil especificar qual era... mas até ai blz, mas meu era tipo 1h da manha.. começou os tal PORVINHA, que vou te falar, virou um inferno.. esse mosquito entra até no ouvido.. mas é um enxame, acabamos desistindo da pesca noturna....e voltamos para os quartos para descansar para o dia de pescar... 
    Na manhã seguinte a expectativa do dia estar bom era grande, amanheceu uma neblina que até nos preocupou, fomos tomar nosso café... e partindo para o barco o tempo abriu.. para nossa alegria! 

 


    O barco demorou cerca de 1hora para chegar, a expectativa do aumentava, por fim, tudo e todos dentro do barco, barco bem espaçoso, estávamos em 5 + o piloteiro... 



    ... passamos o dia nos divertindo, passamos por vilas centenárias, vilas criadas na época dos Jesuítas e expedições de Portugal em busca de ouro daquela região...












    Na pescaria, saiu até que consideravelmente, mas robalo que é bom.. quase nada, mas foi interessante pescar por lá, passamos o dia todo no barco, uma dica importante, leve comida, lanche... porque você acaba não querendo voltar para a vila, para não perder tempo... e nós esquecemos de levar, eu até levei uns salamitos, e salgadinho (aquela torcida), mas passamos o dia sem comer... voltamos com o "estomago nas costas", a noite um belo jantar nos esperava, pescada ao molho de camarão, salada, palmito refogado... 



    Fomos descansar pois iriamos voltar pela manha do 3º dia, na madrugada, teve um temporal pesado, mas meu sono estava mais pesado ainda.. nem vi nada.. descobri so pela manha o que tinha acontecido, não tinha energia também, tomamos nosso café da manha, arrumamos  a bagagem,  e partimos...
    A estrada era só galhos e arvores caídas.. parecia cena de guerra... acabamos voltando pela serra do parque Carlos Botelho, que eu aconselho todos que forem da região de Sorocaba, irem por lá, fica uns 20km mais distante, mas você não estraga o carro e não tem risco de acidente na serra de Tapiraí,  no vídeo a baixo é o resumo visual de tudo que você leu aqui na minha pagina, e se gostou do meu relato, deixe seu comentário, se inscreva no meu canal.





Um grande abraço a todos.

Por Rodrigo Dias.





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário